quarta-feira, 18 de março de 2009

Xerox de gente

Sempre quis ser diferente. Queria me vestir totalmente o contrário da moda; queria ter pensamentos únicos; queria me destacar; queria ser eu mesma. Mas não podia. O medo de aprovação me consumia, e nunca pude fazer o que sempre quis.
Tinha medo de não ser aceita pelos outros, medo de ser rejeitada pelo o que sou. A única saída foi me igualar. Observava, gostava e trazia aquilo para a minha vida. Minha personalidade estava sendo construída baseada no alheio.
Com o tempo, aquela originalidade que tanto queria foi ficando cada vez mais longe.
Cada pessoa com quem eu convivia me influênciava de certo modo. E quando percebi, me tornei uma cópia de cada um que esteve ao meu lado.
Tinha perdido a minha verdadeira idêntidade, o que foi inevitável.

Me igualava aos outros. E os outros se igualavam a mim. Éramos verdadeira cópias humanas. Todos se copiavam por medo, sem pensar em si mesmo. Nos tornamos um só.

Nós copiamos. E somos copiados. Será sempre assim.

7 comentários:

Coisinhas da Jeh _ disse...

Nossa, eu também sempre tive o desejo de ser diferente, digo, se vestir diferente! Chamar a atenção das pessoas e fazer um modinha, HAHAHAHAHA :D

Esaú Maia disse...

Isso é bem verdade. As pessoas vão pelo conceito do mundo, pra serem aceitas por ele. Mas nós precisamos nossa verdadeira identidade. E a melhor pessoa pra se copiar é a pessoa de Jesus Cristo!
Ah! Sou novo por aki, rs, legal seu blog. Fica com Deus ;DD

Nathália Monte ;D disse...

realmente..somos copias e seremos copiadas..assim eh a vida! veja por um angulo..vc eh a copia da sua mae.mas vc eh diferente dela!
esse negocio de ser diferente..todos somos!temos eh q destacar essa diferença.
beijO kkk

Marcela Selistre Oliveira disse...

Esse post me olembrou uma das minhas frases preferidas: "todos nó nascemos originais e morremos cópias." Mesmo que eu me vista com uma roupa totalmente diferente e tenha atitudes diferentes das demais pessoas, é inevitavel que eu acabe copiando alguém.Acredito que a nossa verdadeira identidade é encontrada a partir do momento em que nos sentimos felizes e satisfeitos com nós mesmos.
parabéns pelo post!

ANA disse...

Não tem jeito...nunca seremos 100% originais, por vivemos numa sociedade onde é praticamente impossível ser assim...o jeito é sermos nós mesmo, mas nos adequando à moda do momento...

Livia Queiroz disse...

Pois é...
A maioria das pessoas, mesmo que não admitam, tem uma certa vontade de ser diferente, mas nem sempre pode.
Não tem pra onde correr, vivemos numa sociedade que cultua a "imposição".

Jaacke disse...

É assim, fato!
Bom post.

Bjs