domingo, 7 de junho de 2009

Espera Joe, espera

Joe saía toda noite a procura de uma companhia. Queria um amor.
Não gostava de dia; achava que as pessoas mais chatas e frescurentas estavam a solta nesse período. Não queria ninguém com gritinhos de estourar o seu tímpano por perto, só queria paz dentro de seu quartinho com uma cama pequena, um radinho e o seu livro favorito: 'Quem mexeu no meu queijo?'. Mas esse alguém estava demorando para chegar, então Joe decidiu procurar (Que rima emocionante).

Deprimido e cansado já estava a beira da depressão por não ter encontrado nada, quando estava folheando o seu livro amigo pela milésima vez e lendo trechos já decorados, reergueu-se, levantou seu corpo mole e saiu decidido: encontraria seu amor naquela noite. Colocou sua melhor gravata amarela e foi para o restaurante mais chique da cidade e ficou lá nos fundos em meio de outros seres desesperados por uma companhia.
O relógio já marcava meia noite, a lua estava toda sorridente, exibindo seu brilho para todos e Joe ainda estava lá vendo todos encontrando sua cara metade e ele ali, sozinho, de mãos abanando. Tinha três. Tinha dois. Tinha um. Não tinha mais nenhum. Só Joe havia restado. Apoiou na parede, abaixou a cabeça e quando a primeira lágrima caiu no chão, um cheiro que lhe agradou muito o chamou a atenção. Secou as lágrimas e após os últimos suspiros, abriu os olhos e viu à sua frente o que mais esperava: uma fatia de queijo com o triplo do seu tamanho e ainda melhor, estava nas mãos de uma ratinha com seus bigodes perfumados e um laço rosado na cabeça.
- Quer dividir um pedaço comigo?, ela perguntou desajeitada.
Valeu a pena Joe ter esperado tanto tempo.

20 comentários:

Bertonie disse...

Ah, que bonitinio.
Acho que todos nós - inclusive os ratos q - temos uma espécie de 'cara-metade'. E mais cedo ou mais tarde ela aparece. E a gente só tem que esperar.


beigos mil

Marina disse...

Confessa: você escreveu esse texto para mim, não foi? hahaha
Eu sempre tenho pressa, mas sou melhor recompensada quando espero por aquilo que quero.

ℓiiα, ♥ disse...

Fiquei feliz pelo Joe *-*
Eu quero um Ratinho pra divir meu queijo, beijos. (que rima emocionante [2])

beeeijinhos. :D

Ricelly Gama disse...

Tá bom, agora eu que me deprimi ¬¬'
Me identifiquei total com o Joe /humpf

Não acredito em cara metade u_u' voh morrer só se depender disso, é melhor que não combine msm, sei lá.

Tamires B. disse...

Muito bom o texto!
Adorei ^^
Gostei muito de seu blog!
Ja estou seguindo
Obrigada pela visitinha em meu blog!
Se quiser pode seguir o meu tbm, né? :]
Beijoss e boa noitii

Carlinhaa♥ disse...

Oii Thaís, depois passa no meu blog que tem um presentinho pra você, ok? ^^

bjuss ;}

Mih disse...

Que historia legal. axo que tbm quero alguem pra dividir um queijo comigo, hehehehe.
bjooos

Natália disse...

valeu a pena êê . beijos

Deeh disse...

ah Joe é um rato né? shaushaus ¬¬ eu to rindo de mim mesma. que idiota =/
own que fofinho :) um ratinho lendo um livro deve ser engraçado *--*

Gêsa disse...

Muito bom seu blog. (:
Parabéns, beeijos.

Debbys disse...

Ai que gracinha!!! Adorei muito!!! Parabéns!!!! Adoro essas historinhas... =]]]
bjusss

Stephanie Pereira disse...

Thais, teu texto me deu vontade de Tambem dividir meu queijo com alguem *-*

Vicky disse...

Adorei a historinha :)
Que bom pra Joe, valeu a pena esperar sim :D*

Hadassah disse...

Que bonitinho:
Ai me deus tá todo mundo romantico ultimamente, menos eu!! :(
fazer oque eu ainda não achei minha cara metade ou alguem que queira repartir um queijo.:(

gostei muito!!
bjs

Bill Falcão disse...

Gostei muito, Thaís! Bem escrito e com boa dose de suspense até o final.
Agora, vou te explicar o meu post:
estão dizendo que o mundo sai, aos poucos, da crise. No lixão, os pobres comemoram. Pra eles, a crise diminuiu o lixo!
Percebeu agora? Crise é pra rico. Pobre vive sempre na pior. No lixão.
Bjoooooooooo!!!!!!!!

Hiorrana disse...

Os opostos se distraem.Somente os dispostos é que se atraem.
Que lindo.!
Joe estava disposto. ")

Eu tb tô.
Mas nenhuma rato com queijo aparece pra mim.
Aff. ¬¬-*

bjOoOo

Livre Pub disse...

Acho que esse Joe tinha algo em comum com a autora... Uma certa procura, será?

cla. disse...

own que texto perfeito.
espero que todo mundo realmente tenha sua cara metade (:

Bianca disse...

É, nós criamos uma solidão dentro de nós quando demora pra aparecer alguém e desacreditamos no amor. Aí quando aparece, questionamos e achamos que estamos sonhando.

Que bom que Joe esperou, e pode viver esse sonho :)

Kiiita :) disse...

amei sua fabula! *-*
E que bom que gostou to texto e do blog, claro!

eu vou seguir aqui ok?

beeijão :*