sexta-feira, 19 de março de 2010

Música?

O estádio estava lotado. Mais de 80 mil pessoal em um só lugar. Meu Deus, o que eu estava fazendo naquele inferno? Tanta gente, digamos, diferente do que eu estava acostumada. Para falar a verdade, eu odiava aquele barulho. Aquilo era música? Era. E pelo visto muitas pessoas gostavam, e como gostavam.

Até que ele olhou para mim e deu um sorriso - como só ele sabe fazer - agradecendo por eu estar lá com ele. E, caramba, como eu o amava. Amava de tal maneira que estive naquele formigueiro de gente, com um barulho imenso. Mas só por eu estar lá ao lado dele, aquele barulho se tornava música.

♫: Enter Sandman - Metallica, rs.

quinta-feira, 18 de março de 2010

How long must you wait for it?

As pessoas andam na rua como eu, desatentas, com os olhares dispersos, concentradas em algo que não estivesse por perto. E no meu caso, estava bem longe. Parecia que a cada passo ela estava mais distante; a cada esquina, ela estava mais afastada. Isso me agoniava. Não queria aquilo. Queria sua presença, o seu abraço, o seu sorriso.
E foi aí que decidi. Saí correndo, cada vez mais rápido, cada vez mais sem fôlego. E cheguei. Peguei o telefone e liguei a ela.

- Alô?

Sorri. Como era bom escutar a voz de uma amiga tão distante e tão importante como ela é para mim.

♫: In My Place - Coldplay

quinta-feira, 11 de março de 2010

Nenhum vício mais

Hoje eu posso finalmente dizer que me livrei deste vício.
Este vício que me atormentava todos os dias.
Este vício que me consumia a cada minuto.
Este vício que, eu tenho certeza, muitas pessoas sofrem. E a cada dia que passa esse número de pessoas aumenta.
Hoje eu posso felizmente dizer que estou livre do vício da Internet. Milagrosamente.

Descobri esse novo entreterimento (?) quando era novinha, mas mal podia imaginar o quanto essa descoberta me faria mal. Orkut, msn e qualquer site... pode ter certeza que eu me inscrevia! E assim foi essa vida de escrava da Internet durante vários anos.

Mas um dia eu reparei que não precisava disso tudo. Quer dizer, a todo dia, a toda hora, a todo o momento. Eu descobri que é possível ser feliz entrando pelo menos quarto dias na semana - por mais que eu consiga entrar por dois dias, no máximo.

Minha vida agora é mais tranquila, mais calma, mais saudável e... Tá. Não estou dizendo que consigo agora viver sem toda essa tecnologia. Não. Nunca! Só estou dizendo que finalmente encontrei um equilíbrio q e outras coisas a mais para fazer, rere.

E desejo isso para todos vocês, uma vida mais saudável, sem dependência alguma desse monstro que é a Internet. Mas um monstro que nos ajuda e tanto.