segunda-feira, 5 de abril de 2010

Essa é a minha história, rs.

Não querendo fazer uma auto biografia e tal, mas não sei, acho que isso seria bom vocês saberem sobre mim, hihi. :)

Admito que, antes, eu pouco ia a igreja assistir uma missa e tal. Sinceramente, era uma coisa um tanto mecânica, nada que conseguisse realmente me tocar. Mas um dia isso mudou.

Meu tio-avô, que mora no Rio de Janeiro, veio para cá e fez o convite para irmos numa igreja evangélica que estava aqui em São Paulo há pouco tempo. Veja bem: eu já não gostava que ir a igreja. E agora eu iria numa igreja e evangélica. Cá entre nós que todos, se não a maioria tem uma visão extremamente distorcida dos crentes. ''Eles são uns quadrados que não fazem nada na vida a não ser deixar o cabelo crescer e orar. Só''. É, era assim que eu pensava. E vi o quão eu estava enganada.
Naquela noite minha mãe acabou convencendo a mim e ao meu pai (!) e nós fomos. Para mim ia ser a mesma coisa de sempre: a gente entra de um jeito e sai da mesma maneira. Só que o que aconteceu foi totalmente o contrário.

Após o culto, nós fomos falar com o pastor. Meu pai conto bem resumidamente o que estávamos passando - e vos digo q que não era um mar de rosas - e lá aceitamos Jesus na nossa vida. A partir daquele momento nós não teríamos mais autoridade alguma sobre a nossa vida a não ser Deus. Nunca imaginei que minha vida melhoraria tanto desde então.
Minha relação com a minha família ficou muito mais harmoniosa e carinhosa; cada um de nós nos tornamos novas pessoas (muito melhores). Tudo isso graças à presença de Deus.

É claro que não foi tudo tão fácil e tão rápido assim. Pelo menos para mim. Eu tinha bastante vergonha de chegar e falar: ''Oi, tudo bem? Sou evangélica agora, sabia?'', tinha um pouco de vergonha de falar sobre esses assuntos com qualquer pessoa. Meu maior medo era ser criticada e principalmente julgada por algo que eu, e nenhum dos evangélicos, são - Algo que eu costumava fazer.
Até hoje acho que fui uma tola em pensar tantas besteiras; em ter sido preconceituosa.
GENTE! HELLO! Q Eles são seres humanos como qualquer outro! Assistem TV, vão ao cinema, escutam música, saem com os amigos... a única diferença é que eles estão no caminho de Deus - algo que é muito precioso.

Bom, acho que já falei muito o que eu precisava dizer. Tenho a maior alegria de dizer que hoje eu sou evangélica, continuo fazendo o que eu sempre fazia, só que eu sou uma nova menina. Muito melhor. E eu aconselho vocês experimentarem essa sensação, pelo menos uma noite. E essa é a minha história, rs. :)

49 comentários:

Elisa Mucida. disse...

Eu sou evangélica e odeio como as pessoas julgam.

Que bom que você foi por esse caminho viu? Beeeijos *-*

Ana Júlia disse...

Que bom que Deus está presente na sua vida e lhe traz tanta alegria! *-*

Roberta Neves disse...

Que bom que você se tornou evangélica, se isso te trouxe coisas boas e fez de você uma pessoa melhor.
Eu sou católica, mas nunca pensei nos evangélicos de forma como se fossem "uns quadrados que não fazem nada na vida a não ser deixar o cabelo crescer e orar. Só''. Quer dizer, eu tenho várias amigas evangélicas, espíritas, meu irmão e um amigo meu são ateus, e nem por isso, nunca, eu pensei neles como se fossem coisas completamente diferentes e algo assim. :/
Não é por ter outra religião ou qualquer coisa do tipo que uma pessoa se torna inferior ou superior a outra.
Não estou criticando, fico feliz por você, mas acho horrível esse preconceito que algumas pessoas têm.
Mas enfim, adorei o texto, como sempre *-*
(E desculpe meu comentário mega grande xS)

Gabi Petrucci disse...

Que lindo isso, Thaís!
Comigo aconteceu algo parecido, mas eu sou católica e não deixei de ser católica, só passei a frequentar grupos carismáticos.
Sempre estudei em colégio évangélico, Adventista, mais precisamente e nunca tive minha religião respeitada dentro da instituição. Com isso, aprendi a respeitar MUITO todas as religiões.
Enfim, Deus continue com vocês! *-*

Beijo

Isis Voltolini disse...

Eu podia dar RT no seu texto inteiro, hahaha. Muito bem escrito, e achei demais o fato de você expor seu amor à Deus no blog. Eu ainda não tive a capacidade de fazer isto no meu D: Mas você me deu coragem, assim que der eu falo sobre isso.
Eu também sou evangélica, da igreja Batista. E também sei a diferença gigante que isso faz na vida de uma pessoa, principalmente num adolescente.
Achei teu texto super digno, é.
Beijinhos! Que Deus te abençoe, flor! :*

Paula Teles disse...

Eu não sou evangelica, mais acho que quando encontramos realmente Deus não importa que religião somos o importante e que estamos em paz com nos mesmo. E acho que temos sim que mostrar quem realmente somos seja evangelica,catolica ou que seja mais mostra que estamos no caminho de Deeeus. Beeeijos anjo ameei o blog estou seguindo ja e volto sempree ;)

''Tay' disse...

Eu não sou muito de ir em igreja, mais também frequento todas (católica...evangelica,etc).
Que bom que Deus está presente na sua vida ^^

bjus =*

Anna Beatriz disse...

Que lindo, espero que a cada dia mais e mais o Senhor possa estar presente na sua vida!
beijos!

Ada Lílian disse...

Que lindo Thaís, nem sabia que você era evangélica >.<
Por esse motivo que vocês disse (a má fama dos evangélicos e também por muitos serem mesmo como você disse) que a igreja que eu me reúno aqui em Natal não nos tratamos mas com esse nome, mas sim como "discípulos de jesus" - que não é um nome novo.
O Senhor muda mesmo nossa vida, e espero que você tenha a cada dia mais sede da palavra dEle e amor por Ele.
Deus te abençõe, beeijos.

GaB. disse...

Eu não sou evangélica, mas respeito muito quem é. Assim como todas as religiões.
Acho que o respeito é a base de tudo...e junto com isso Deus. Deus é a base de tudo realmente, e não importa a religião, tendo Ele no coração é o que importa! (:

Gostei muito da tua atitude de escrever esse texto.
Beeijo. (:

Ninaaa . disse...

É engraçado como Deus sabe das coisas. Eu tava me perguntando que dia ia achar uma blogueira evangélica como eu (;
Beeeijos e flor e obrigada pela visita.

Erica Ferro disse...

Eu não sei em qual esquina eu perdi a minha fé. :S

Ana C. disse...

Nossa Tha (olha a intimidade), que bom que você se encontrou!
Fico muito feliz. De verdade.
Eu sempre fui católica (meio)praticante e ficava num fogo cruzado pq uma amiga era evengélica e a outra fazia parte da RCC, então eu meio que cresci sabendo diferenciar bem as coisas e as pessoas.
O importante mesmo é você se sentir bem dentro da igreja da qual participa,não importa se evangélica, católica, budista(...), porque assim fica muito mais fácil encontrar e aceitar Deus nas suas infinitas formas e manifestações. ^^

;)*

Larissa disse...

Que linda história.
As pessoas sempre julgam, sempre. E isso é horrível... eu já experimentei ir á igreja, gostei muito, apesar de não ser, hoje, evangélica.
Lindo texto!


;*

nath. disse...

Nunca fui pra igreja, hm. Nunca.

Carolinne disse...

Apesar de não frequentar constantemente a igreja, acho muito bonito, uma pessoa assim como vc, que demonstra todo esse amor por sua religião, tenho 2 amigas evangelicas assim como vc, e eu as admiro por está assim defendendo sua igreja, porque assim como vc disse pra que esse preconceito!

Parabens por expor essa parte da sua vida aqui no seu cantinho!

beijim :*

Jessica Berdych Laviere disse...

Também sou evangélica,as pessoas tem mania de rotular o que não conhecem...o que mais prezamos eé paz de espiríto e a comunhão com Deus,isso nos faz querer sermos sempre pessoas melhores,pois sabemos que temos um Deus que cuida da gente,e saber que não estamos sozinhos faz toda a diferença.

Lady Vanilla disse...

Adorei de verdade o texto =D

Estou voltando à blogosfera hoje, verás meus comentários com mais frequência ;)

Um grande beijo manauara pra você, =D

Little Tay disse...

Q booom q Deus te encontrou e você soube encontrá-lo.
Eu achoooo na minha opinião, que qualquer religião faz você encontrar Deus é só uma questão de interesse.
Mas religião não se discute....
Pulemos pro próximo tópico.
beijokas

Princesa Moderna! disse...

adorei sua hostória.
beijos

Ana Júlia disse...

Ahh, obrigada Thais. ;)
A maldição do titã é mt bom msm, eu já to procurando pra comprar A Batalha do Labirinto. Quarto livro da série. bjbj. ;*

Debbys disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Debbys disse...

toda religião tem seus extremos, e oq as difama é essa minoria... por isso as pessoas sempre tem algo de ruim a falar das religiões... sou católica, apesar de gostar de conhecer um pouco de tdas.... o importante é ter Deus no coração, e fé e confiança Nele.. xD
bjusss

Debbys disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Debbys disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Debbys disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Karen H. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
carolina disse...

Adorei,aw. *o*

E seu blog é tipo que,LINDO! Seguindo.

Ana Clara F. disse...

saudades de ler seus textos :)
adorei Tha , o template ficou muito bom né ?! hahahahahaha
eu não tenho mais paciencia com blog :s
mas eu adoro o seu , seus textos me deixam com saudades de você , e de quando agente era pequena , tipo primeira série , grudadas !
ainda bem que tenho você como amiga !
amo você Tê =)
you make it real for me, rs.

Ana Clara F. disse...

minhas piadinhas a parte , sua igreja é um show de animação =)
ainda bem que você se sente bem lá, e que você assume isso numa boa , e fica feliz .
Eu tb fico feliz, por você !

Mariana Lopes disse...

Eu fui convidada por duas primas minhas a ir assisti um culto na igreja delas, eu também pensava como você, que tudo aquilo ela bobagem e que não ia mudar nada na minha vida. Mas mudou. Hoje em dia, eu não sou evangélica, ainda não "me entreguei" a Deus, mas vou quase todos os domingos assistir ao culto e, quer saber de uma coisa? Eu me sinto mais leve quando faço isso, quando chego em casa e vejo que as coisas ainda podem melhorar, só basta fazer a minha parte. Eu sempre falo sobre isso com as minhas primas -as que me convidaram para ir à igreja- que, apesar de acreditar que com a ajuda do Senhor tudo pode melhorar, eu sinto que minha fé é um pouco fraca e que não é o bastante. Mas to tentando mesmo melhorar.
Enfim, já falei demais, mas antes de encerrar o comentário, eu queria dizer que adorei o seu post, um dos melhores que eu já li aqui.
Bjs :*

Thamy disse...

ai que bom saber! achei muito legal o texto!

M. disse...

legal q a sua vida está melhor agora :)

sobre as pulseirinhas, nossa, tm um negócio novo no formspring, q é uma versão ruim da gosisp girl q tá espalhando boatos por ai, e daí já tão flando d videos q um cara chupous os peitos da menina, q ñ sei isso, q ñ sei aquilo... nossa é meio trágico

Vitrola disse...

Belo texto! Não pela escolha em si, mas pela naturaliade que tem levado uma opção SUA, independentemente das opiniões do meio. É assim que devemos seguir.
beijinhos,

maayara disse...

ooi;
amei o blog, gostei do post. não pq sempre julgam as outras religiões, somo humanos e acreditamos em Deus.
beijos

DELUXE disse...

Oii tudo bem?
tô passando pra deixar nossa marquinha e pedir que vc visite nosso blog, fizemos ele esses dias.
se gostar segue a gente e nos linka?
deixe sua opinião lá tbm (:
beeeijOs
Giiih
@dropdeadgih

Katrynne Barbosa disse...

Cara, ADOREI seu post. Muito bom, sincero e verdadeiro! Sou evangélica também, é mto bom mostrar as pessoas que ser Cristão não é ser rotulado como ''brega'' ou algo do tipo, as pessoas tem idéias distorcidas sobre nós! Amei mesmo! :) God Bless!

victória costa ☮ disse...

voce esqueceu de acrescentar que voce é linda *-* rs

Camila Lopes disse...

Sua história em relação ao encontro com nosso Deus é bem parecida como a minha.
Fico feliz por encontar pessoas como você,cristãs e tementes a Deus.
Lindo post, lindo blog..

Beijos

Rafael disse...

Ah, que bom você está feliz!
Bjs

Mayara Cunha disse...

Por esse motivo que vocês disse (a má fama dos evangélicos e também por muitos serem mesmo como você disse) que a igreja que eu me reúno não nos tratamos mas com esse nome, mas sim como "discípulos de Jesus" - que não é um nome novo. [2]

Ah, Thaís, que lindo! Não sabia que você é discípula! =)
Jesus muda meixmo TUDO aos poucos, depois de um tempo que você percebe, tipo: "noossa, como eu mudei!"
Espero que o seu amor por Ele possa crescer a cada dia mais! E que você possa refletir a imagem dele na tua vida!

beijos!

Andréia disse...

valeu por ter compartilhado a sua experiencia e no começo é assim msm, agente não sabe o que fazer..eu graças a Deus perdi 90% dos meus amigos. e vivo feliz desde então hahahaha.

só me arrependo de não ter aceitado Jesus antes. ele é O CARA!

beijosss

Lika Band disse...

gostei muito do post! E sempre levei a vida numa boa sabe? Lógico que me importava com o que outros pensavam de mim, mas teve uma hora que mudei. Assim como vc fez! E fico feliz de saber que você gosta da sua religião agora. E não acho que os outros deveriam ter preconceito, afinal cada um tem suas escolhas e sabe o que é melhor para si. Quem tem preconceito é porque ainda não teve a oportunidade de experimentar novas situações, assim como vc fez. As experiências nos ensinam muitooo!

http://just-me-and-the-world.blogspot.com/

Thamara disse...

Todas as religiões tem o mesmo objetivo, apenas percorrem caminhos diferentes :D
Meu namorado é evangélico e a família dele nunca me aceitou, por eu ser católica! Dá pra acreditar? O importante é ter Deus no coração!! Sua história é linda... Vivendo, aprendendo e respeitando.. SEMPRE!! Beijosss ;*

Jso disse...

Bacana vc dizer que é evangélica e ter orgulho disso!!!
te mais

Bill Falcão disse...

Sempre encontramos surpresas na vida, né, Thais?
Obrigado pela presença lá em nosso niver.
Bjooo!!!

Jess disse...

Que liiindo!
É uma coisa maravilhosa quando Deus entra em nossa vida :D

Deeh disse...

ooi,er,acho que não me conhece. Ou não se lembra de mim rs. faz anos luz que eu não apareço no blog e resolvi aparecer ahahah' <3
well,eu tenho essa visão que vc tinha sobre os crentes etc. conheço alguns e por isso eu essa visão. eles são tão parados,tão 'sem vida'. sei que estou errada e isso pode paracer muito idiota - e é - mais é o que eu penso =/ e e e agora eu fiquei sem o que falar.
beeijos.

Feeh disse...

Eu sou católica e minha avó é evangélica, mas ela é neurótica e vc não, se transformou em uma pessoa melhor! Parabéns!

Beijos,
Feeh