domingo, 1 de agosto de 2010

A rua

Do outro lado da rua eu observo as pessoas andando, correndo, lutando contra o seu maior inimigo: o tempo. Segurando mil pastas nas mãos, tentando não esquecer nenhum trabalho que ainda está pendente, elas andam desesperadas.

E eu continuo do outro lado, sentada.

Ninguém se olha, ninguém se encosta. Todos são estranhos nesse gigante formigueiro humano. Cada um buscando seus próprios objetivos, suas próprias conquistas. Individualistas. Egoístas. Todos são assim.
Mais pessoas chegam, mais a rua fica lotada. E ninguém se importa a não ser com o seu destino final.

Sentada, eu me sinto cansada. Cansada dessa mesmisse egocêntrica de todos.
Então, eu levanto. Começo a andar em direção aquela rua movimentada.

Na rua eu observo as pessoas andando, correndo, lutando contra o seu maior inimigo: o tempo. Segurando mil pastas nas mãos , tentando não esquecer nenhum trabalho que ainda está pendente, elas andam desesperadas. Até que se esbarram em mim. Atrapalho os seus caminhos, mas com um simples 'Bom dia', por segundos, esquecem daquele mundo agitado e dão um singelo sorriso, como se estivessem tranquilas, da maneira que queriam estar todos os dias.

11 comentários:

Renan Mendes disse...

Eu já disse que sou teu fã?
Ah, já. apsokaspoksapoksapoksa'

Lindo!

Georgia Soares disse...

O melhor e mais realista dos textos. Você nao está sozinha!

Laryssa disse...

"Na rua eu observo as pessoas andando, correndo, lutando contra o seu maior inimigo: o tempo."
Pura verdade. O tempo é algo incrível. Pode ser um amigo quando cura nossas dores ao passar dos dias, ao passar do próprio tempo. Pode ser nosso inimigo, quando não nos espera. Impaciente esse tempo. Ele é sim. Nós atrapalha, não nos espera nem pensar, quanto mais agir. Temos que viver de acordo com ele, nos acostumar com ele. Sem mais. Sem outra escolha, a não ser essa.
Adorei o texto. De verdade.

Erica Ferro disse...

As pessoas correm contra o tempo e fogem delas mesmas.

Belo post. Gostei.
=*

Bárbara Fróis disse...

Um sorriso pode fazer a diferença na vida de uma pessoa. Pessoas como essas que lutam contra o seu maior inimigo o tempo! Lindo o texto
Bejos

'RobertaNeves disse...

Adoreeeei seu texto. Muito bom, muito criativo, mesmo *-*
Mas teve um trecho em que você escreveu:
"Individualistas. Egoístas. Todos são assim"
Okay, da forma como você você escreveu fez parecer que as pessoas individualistas são egoístas. Eu não concordo, até porque sou individualista, mas gosto de ajudar e compartilhar com as outras pessoas.
Bom, é isso.
Você escreve muuito *-*, haha (mas acho que já sabe disso)

Gabriela Petrucci disse...

Uma coisa bem Patch Adams, né?
Um "bom dia", um sorriso, pode mudar o dia de alguém. Assim, quando a pessoa não se assusta com um estranho dando bom dia (aconteceu comigo (y' ).

Lucas Lima disse...

muito bacana...
Hão dias que gosto de praticar esse bom dia a estranhos, rs
bons dias pra ti

Núbia :) disse...

Oii gatona :D obg por me visitar lá no meu blog. Então, sobre a foto, eu pesquisei e aquela saiu como e fosse ele! :P mas eu vou pesquisar e qlqer coisa eu mudo :Z
Adorei seu post!! Moro em Curitiba, então aqui as pessoas são mais frias q o normal :S Mesmo assim acho q temos sim q esbarrar nas pessoas, para elas lembrarem que não estão sozinhas. Nem na rua, nem na vida! Eu me empolgo qd vou comentar :P Estou te seguindo ;D Beijos

Mariana Lopes disse...

Que legal rs
Pra algumas pessoas um "bom dia" faz mesmo muita diferença

Srtª Elis° disse...

Gostei do teu blog muito bacana.....


XERO FLOR!