quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Ivy & Gold

Eram apenas duas crianças, pequenos seres que pouco sabiam da vida. Irracionais, inconsequentes, imprevisíveis.
Eles corriam por entre as árvores, rindo pelas cócegas que as largas folhas daquelas velhas árvores faziam. De longe conseguiam escutar o som do rio batendo sobre as pedras, uma melodia suave, que eles adoravam. Se debruçavam e, sem medo de se molharem, contavam os peixes e observavam os sapos gordos e inertes por tanto tempo.
O Sol brilhava mais e a alegria dos dois pequenos aumentava, voltavam a correr para qualquer direção, sem um destino final.
Pássaros cantavam e juntos conversavam sem muito se entender.
A tarde chegava e, somente dessa vez, voltavam caminhando à suas casas para um descanso tranquilo.
Ansiosos já pensavam sobre o amanhã. Sabiam que novamente acordariam e a mesma peça se repetiria. Mas eles não ligavam, adoravam ser as principais personagens dessa cena toda.

♫: Ivy  & Gold - Bombay Bicycle Club


7 comentários:

Atreyu disse...

Você já leu O Senhor dos Anéis? O que me lembra no Tolkien é que vc faz um cenário tão rico quanto quem o protagoniza.. isso é muito legal.
Eles têm uma rotina bacana

Ninaaa . disse...

"Irracionais, inconsequentes, imprevisíveis." Ou seja: felizes. Lindo texto! Beijos :*

Jeniffer Yara disse...

Amei a cena *-* Queria viver uma dessas...

Beijo

Marie Raya disse...

Essa cena traz um certo aroma de paz, de calmaria. Que delícia. É o que falta um pouco em cada lugar do mundo. Adorei o post, como sempre :*

Renan Mendes disse...

Já te disse que escreves bem, né?
Já disse que adoro tuas mini-histórias também, né?

Agora nem sei mais o que comentar...


YUHUUUUUUUUUUUUUUUUL! xD~

writer. disse...

"Viver e não ter vergonha de ser feliz"

Clara disse...

Irracionais? Como assim crianças são irracionais?
Fora isso eu amei mesmo seu texto