segunda-feira, 18 de abril de 2011

Olhos verdes

E no meio da minha tão indesejada insônia, você me vem a mente. Eu lembro e relembro cada momento, por mais curto que esses duraram. Tempo rápido de uma felicidade tão duradora.
Eu sei. Já se foram tantos dias desde a última vez que pude parar e fitar seus olhos verdes, os quais, para mim, diziam tanto. E eu sinto uma falta, admito.
Mas essa saudade não me dói mais. É a saudade que eu tanto desejei. Guardada como num porta retrato, pronta para ser encarada mais uma vez, por um coração sem nada a desejar, por uma alma tranquila. Para ser tocada por alguém que, em seu mais íntimo, não quer esquecer.

Lembrança viva, que alimenta meu sorriso.

16 comentários:

Grande Urso disse...

Olá, tudo bom?

É a primeira vez que eu passo por teu bloge não poderia deixar de comentar o post: fino.

Não sei se sou eu, mas a impressão é que de você consegue ser bastante clara em relação ao que escreve. É simples,doce e suficiente.

Bom trabalho

O Grande Urso

www.ograndeurso.blogspot.com

Jeniffer Yara disse...

"Lembrança viva,que alimenta meu sorriso."

Resumiu o texto,e deu o toque final lindo que ele precisava,amei *-*

Ah obrigado pelo parabéns ao blog,e á mim,haha

Beijos

Pedro Ricelly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Ricelly disse...

Ah, os olhos verdes.
*suspiro*

Gabriela Freitas disse...

agora não anda me alimentando tanto, pelo menos não o sorriso :/

Laryssa disse...

E você entrou na melhor fase da lembrança: quando a aceitamos sorridente, sem mágoas e tristezas.
Isso faz parte do que eu chamo de "sabedoria". Não, não é "inteligência", é "sabedoria", mesmo.
Pegue esta lição (que parece simples, mas não é) e guarde-a consigo por toda a sua vida. Ela irá te ajudar bastante, sei o que digo.

Ana Bárbara disse...

Nada melhor que boas lembranças, não é? :)

Debbys disse...

ohn, que lindo! ^~

bjus

Geladeira disse...

Lindo texto,
tambem tenho lembranças que alimentam meu sorriso, que de certa forma também já não dói, mas que traz uma sensação boa!

Bjs flor!

Tânia disse...

certas lembranças tendem a doer por um tempo.. porque sentimos saudades do que acabou.. mas nao aceitamos o fim.. mas o tempo passa e as feridas se curam .. aí podemos olhar pra tráz, sem medo da dor. e podemos sorrir ao relembrar os bons momentos.. mesmo que findos.

beijos, beijos.

@philipsouza disse...

Eu tento disfarçar qndo ela me pega.. para nao mostrar que nao sou forte....

bjao

Marcela disse...

(...)Eu lembro e relembro cada momento, por mais curto que esses duraram. Tempo rápido de uma felicidade tão duradora.
Eu sei. Já se foram tantos dias desde a última vez.


perfeito !
não poderia ter escrito melhor!
me identifiquei muito :D

beijos

Nati disse...

Lembrar e me relembrar me causam lágrimas nos olhos. Beijo

Mariana Lopes disse...

E mais uma vez você me tocou com seu texto. Adorei

Gêsa disse...

Acho que no pós, essa é a melhor parte. quando não há rancor, não há tristeza, só uma saudade gostosa.

Raíssa Santos disse...

Amo tanto olhos verdes. s2 E as lembranças sempre nos assombram, temos que aprender a não deixar que elas nos causem dor e sim felicidade.
Beijos