quinta-feira, 26 de maio de 2011

Da poesia barata sem final

Naquela noite eu mal te conhecia. E acho que você mal sabia meu nome. Mas isso não foi problema algum.
O vento gelado e as músicas de letras sem sentido eram as únicas coisas que me mantinham acordada. Conversava sobre alguma bobagem, tomava alguma coisa e ficava lá, pensando no nada.
Na verdade, minha mente estava a ponto de explodir. O que eu mais queria, realmente, era o vazio. E você me deu exatamente o que eu estava precisando: um paradoxo de poesia barata, mas exatamente o que eu desejava.
Em poucas horas, eu compartilhei tudo que pairava sobre mim com alguém que mal sabia meu nome. E ao mesmo tempo, eu entendi aquele olhar, que há alguns minutos, pouco sentido tinha.
Tamanha semelhança fez a minha noite fria, com aquele céu que brilhava sem nenhuma estrela, o qual ninguém olhava – exceto por mim. Porque você me trouxe um paradoxo bobo, mas que fez todo o sentido.

9 comentários:

Evellen disse...

retribuiindo visitinha *--*

lindoo textoo =)

http://duplasolidao.blogspot.com/

O gerente disse...

encontros como esse, sem querer, sem propósitos, faz um bem tão grande... parece ate ser incapaz de nos machucar.

Beijos!

Pedro Ricelly disse...

Tão bom começar o dia lendo um texto como esse *-*


Beijão :*

Debbys disse...

ah, saudades daki.. eu tava meio longe de net, sem tempo... como sempre, texto lindo e profundo.. xD
bjss

Thamy disse...

E tem horas que a gente só que pensar no nada, eu bem sei o que é isso.


Qual o paradoxo?

Beijos = *

Gabriela Freitas disse...

que lindo, e te faço a mesma pergunta, qual era o paradoxo? rs (:
muito bom texto.

Tiêgo R. Alencar disse...

Não sei porque me lembrei da única vez em que me apaixonei por uma guria pela internet - foram algumas horas, algumas palavras trocadas e já estávamos completamente encantados um pelo outro. Só que no seu caso foi "real" e não virtual, achei incrível! Muito bom!

Um beijo :*

Renan Mendes disse...

É lindo, às vezes, o sentido que se encontra em coisas tão simples.

Ewerton[Thon] disse...

Muito interessante a ideia proposta.
Paragéns.
Seguindo...