terça-feira, 20 de março de 2012

Feli

Peço, humildemente, sua licença, para lhe contar um segredo: Sou um amigo muitíssimo íntimo da Sra. Felicidade, ou Feli, como eu prefiro chamar. 
Algumas tardes, conversamos durante horas sobre as manchetes dos jornais antigos, sobre a tristeza alheia, sobre poesias indecifráveis de Vinícius, sobre onde ela estará na semana que vem... Agora uma pausa pois, peço-lhe perdão, por não poder contar os detalhes, mas Feli, simplesmente me mataria (se bem que morrer de Felicidade não deve ser tão ruim assim, não?). Pois bem, nossas conversas sobre o tempo, são deliciosas! Não pense que são só conversas, caro confidente desconhecido, eu sei de algo que ninguém jamais ousou saber: Feli tem olhos castanhos, que no Sol se transformam em misteriosas florestas daquelas que ninguém é capaz de se infiltrar. Ah! Mas que alegria é poder mergulhar nesse olhar tão límpido. 
Acho que amo Feli.
E ainda não sei se devo confessar tal paixão, tenho medo que ela resolva viajar para o Norte e me deixe aqui, perdido nos ventos sulinos. Não! Perder Feli, mais uma vez, eu não seria capaz.
Pois mal (e isso por acaso existe? Desculpe-me, estou tentando variar meu ordinário vocabulário), mas isso não acontecerá. Feli uma vez me contou, bem aqui, em meus ouvidos, que eu era seu único amigo. Oh! Que declaração, meu coração se encheu de sua própria presença, Sra. Felicidade.

E por que estou aqui, nesta tarde, sem Feli? Ela disse que visitaria um pobre infeliz, que já clamava seu nome há anos - ainda bem que a senhora é de boa índole. Mas eu espero, de toda minha alma, que ela volte de noite, pois dormir com o meu coração em Feli não há nada melhor.

14 comentários:

Debbys disse...

Nossa menina, mas vc já é uma escritora hein! Perfeito!!! Adorei, super bem escrito! huAUAHUAUAA..
E olha, já passei pela fase do vestibular e sei como a vida fica bagunçada... Tanto que criei o blog só depois dessa etapa da minha vida.. kakakakakaa... aliás, só depois que passou isso que algum blog meu realmente deu certo... mas nem liga... Pode sumir, desde que apareça com textos lindos como esse. xD
bjsss

Pedro Ricelly disse...

Sempre uma lindeza de texto, excelente maneira de começar o dia (:

Um beijo

**O livro do meu post é a história de um sequestro que dura vários anos e a sequestrada tem um filho que conta a sua vida dentro de um quarto até os seus 5 anos, quando eles fogem.

Renan Mendes disse...

Feli chegou de visita na metade do teu texto. Fazia tempo que ela não passa por aqui, tempo em que não lia Thaís.
Torcer pra que a Feli seja suficiente pra todo mundo.

Nati disse...

Também to precisando de Feli. Beijo

Eduardda Carvalho disse...

Contagiante, com um toque delicado e engraçado. Adorei!

Anônimo disse...

Ficou... lindo. Simplesmente lindo. Seu texto trouxe Feli para perto de mim por alguns minutos... Incrível.

Mariana ( Marri ) disse...

Gostei :)
Parabéns!

Laryssa Guimarães disse...

Tenho certeza que ao escrever este texto sobre Feli, fez com que ela encontra-se o coração de muita gente que o leu (ou, se não encontrou, deixou um desejo dentro deles de encontrá-las). Encontrou o meu, pelo menos. Não é a primeira vez que nos encontramos desta forma. Na verdade, o teu blog é como um ponto de encontro para nós.
Difícil é vir aqui e escrever pouco nos comentários que deixo, sentir pouco. Difícil, difícil. E quero sempre que seja assim. Na verdade, não só quero como é realmente assim. Aqui me sinto bem, sorrio, sentimentos extremamente agradáveis batem a porta de meu coração e deixo-os entrar como bons amigos que aparecem para me visitar. E isso é tão bom, Thaís, ai, tão bom!
Pena é que eu não certeza se você sabe como faz com que eu me sinta, se você acredita que me sinto realmente assim como digo sentir. Mas eu não me canso de falar, de repetir na tentativa de gravar isto na tua memória, fazer com que você nunca se esqueça do quanto é capaz de fazer bem com o poder das palavras que você tem.
Quando achar que perdeu a Feli, procure-a dentro de você. Procure-a também ao redor no canto de um passarinho, no sorriso de uma pessoa amada, num abraço, em palavras, em sentimentos, em momentos, em lembranças, na memória. O que eu quero te dizer é: ela estará próxima, sempre próxima de você só que, às vezes, pode estar vestida com uma capa da invisibilidade. Mas, mesmo assim, implora para ser encontrada da mesma forma que você implora para vê-la.

Tua visita ao meu blog trouxe a Feli a mim, sabia? Eu sempre escrevi aqui, mas não sabia se você lia, se gostava, se notava, se entendia o que eu realmente queria dizer, se acreditava no que eu dizia. (Quero sempre que acredite. Eu não exagero. Eu sinto.)

Laryssa Guimarães disse...

Ok. Agora eu fiquei assustada com o tamanho do meu comentário. Risos. Foi fluindo tudo tão rápido, tão puro que nem notei no quanto eu havia escrito.

Neto Lucon disse...

Olá, cai sem querer em seu blog e gostei demais do texto sobre a felicidade. Que delicado e que profundo! Parabéns! Grande abraço!

Larissa disse...

Concordo com os que acima falam. Muito delicado e suave. Também escrito e bonito. Mas pq a Feli só tem um amigo? Talvez eu precisasse ler novamente para captar.

ulisses sebrian disse...

Ola! Todo Bem! Me nome é Ulisses e visitei o seu Blog.
Gostei estou seguido. Adicione como seguidor se não se importa.
Também tenho 4 blogs e gostaria que e o visitasse.
E se posible entrar como seguidor. Obligado
Os meus blogs são:
http://truquedevida.blogspot.com.br/
http://olhosdnoite.blogspot.com.br/
http://melquisarcarde.blogspot.com.br/
http://concientein.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Oie, muito lindo seu texto, na verdade passei no seu blog pra dizer

Jesus te Ama! ♥

sei q é uma coisa simples mas tem muito significado pro dia de hj e para sempre, pois quando achar q ninguém te ama, lembra q Ele te ama! ;)

Isa Lisboa disse...

Mas que bela amizade essa! A manter!